segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Filme Híbridos - os espíritos do Brasil terá lançamento na MIMO 2017



Filme Híbridos - os espíritos do Brasil terá lançamento na MIMO 2017


Tô todo feliz em ver o filme Híbridos - Os espíritos do Brasil, ser exibido na MIMO dia 19/11, em Olinda.


O cineasta Vincent Moon visitou o Kipupa Malunguinho em 2015 e fez um rico registro, que consta nesse filme que com certeza vai emocionar.

A Jurema está presente! Isso é motivo de celebrar. Ganhamos o mundo pelas lentes desse querido e reconhecido artista do cinema.

Bora? 

Dia 19/11 às 15h - Palestra no Convento de São Francisco

18h - Premiere na Tenda da Ribeira


Alexandre L'Omi L'Odò
Quilombpo Cultural Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Queremos Respeito à Tradição do Carnaval do Recife!

Membros de agremiações do Carnaval do Recife e Interiores participando da reunião na Prefeitura do Recife para debater as mudanças propostas pela Secretaria de Cultura para 2018, Foto de Alexandre L'Omi L'Odò.

QUEREMOS RESPEITO À TRADIÇÃO DO CARNAVAL DO RECIFE!

Ontem, 30/10, eu, como Conselheiro de Políticas Culturais do Recife da área de Patrimônio, estive presente na reunião das agremiações do Carnaval, para debater detalhes do Concurso das Agremiações 2018.

Fui defender, baseado no Decreto Federal 6040, de 2007, que institui a política nacional de Povos e Comunidades Tradicionais, a posição contrária à proposta da Prefeitura, de mudar as datas do tradicional Concurso para a semana pré do Carnaval, sob a justificativa de "ser melhor para a cultura popular", no tocante à estrutura, segurança, cobertura da mídia, etc. Inclusive, propondo mudança de local - da Dantas Barreto, para o Forte do Brum...

Há muitos anos denunciamos a péssima estrutura disposta para a cultura popular, que é o centro das atenções do nosso Carnaval, mas que ainda não recebe o devido tratamento da instituição. Contudo, a proposta da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura não me parece respeitosa, no tocante à preservação da traição de nosso Carnaval e do respeito aos Povos Tradicionais.

Ao invés da Prefeitura propor acréscimos em recursos financeiros, estrutura, segurança e cobertura da mídia... Apresentaram uma proposição desestruturadora do cosmo tradicional desses povos. Toda cultura popular estes anos todos se organizam entorno desta atividade típica e tradicional do Carnaval. Romper essa cultura é perigoso e fere as leis federais e internacionais que defendem os Povos e Comunidades Tradicionais.

Vamos ficar atentos e atentas. Queremos melhora de estrutura e respeito por parte da Prefeitura, não mudanças que servem apenas para atender os interesses da instituição que não consegue garantir mais orçamento para dar o devido respeito aos grupos que compõe o belo mosaico da diversidade cultura de Pernambuco.

Aconselho, como Conselheiro de Cultura da Cidade, que a Prefeitura rompa internamente com seu racismo institucional e histórico, e olhe para a cultura popular com o merecido respeito que lhe é devido. Criar coragem de fortalecer esse orçamento, é uma decisão política que o povo quer ver. A cultura popular quer protagonismo, e não ser subestimada. Não proponham o incabível.

As leis estão aí para nos orientar e nos defender. Vide, artigo 2° do Decreto 6040.

Estamos de olho!¨


Alexandre L'Omi L'Odò. 

Conselheiro de Políticas Culturais do Recife
alexandrelomilodo@gmail.com

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Fumaçadas Críticas #1 - Povo de Terreiro e Política

Alexandre L'Omi L'Odò. Foto de Diego Herculano.

Fumaçadas Críticas #1 - Povo de Terreiro e Política

Faço uma breve reflexão política sobre a situação do Povo de Terreiro perante o golpe, hoje... Observo que vamos mal... Vejo pouca reflexão das pessoas de axé e da Jurema nas redes sociais. Raramente leio um texto mais denso criticando este momento e o nosso futuro... Observo o Povo de Terreiro preocupado ainda em repostar vídeos de "escrotismos" que acontecem dentro dos terreiros alheios... E não se posicionam a favor da democracia de forma contundente.

Lamento por ver que pessoas optam inclusive a apoiar partidos que apoiaram o golpe e ainda dizem-se de terreiro. Nosso futuro está um tanto quanto condenado por nós mesmos. Falam de UNIÃO de nosso povo, mas como teremos união perante o que está posto? Não devemos ser cegos... Discursos vazios de paz e união não devem nos iludir, QUAL UNIÃO/UNIDADE QUEREMOS?

Não elegemos ninguém em 2016. 2018 será que elegeremos alguém digno? Não vale qualquer uma, ou qualquer um. Tem que ser pessoas que tenham um histórico forte de luta e que seja de terreiro... Reconhecemos e agradecemos aos parceiros e parceiras de luta política de tantos anos... Mas temos que tomar a rédea de nosso destino político!

Por isso caminho nas matas a pedir força à Jurema para nosso futuro nas urnas. Não somente por desejar ser candidato em eleições futuras, mas sim por acreditar que podemos ser fortes em quanto Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiro! Não podemos nos permitir a continuar onde estamos! Eu sou um homem de terreiro, quero ver nosso povo firmado na sociedade. Não devemos aceitar mais essa subjugação branca CASA GRANDE que nos cerca!

Chega! Vamos reagir!

#Quemédeterreirovotaemquemédeterreiro!

Alexandre L'Omi L'Odò
Quilombo Cultural Malunguinho 
alexandrelomilodo@gmail.com

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!