quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Cancelamento de minha candidatura à vereador de Olinda!

Alexandre L'Omi L'Odò. Registro do primeiro pé de Jurema plantado em uma escola pública no Brasil. Foto de Joannah Luna.

Minha candidatura à Vereador em Olinda foi Cancelada!

Antes de iniciar este texto quero dizer que estou tranqüilo, consciente, forte, e, que vamos avançar! Olinda precisa sair desta situação que encontra-se (em total descaso). Nossa luta é construir uma unidade política forte que nos garanta representação legítima e nos faça crescer com qualidade e efetivação real de políticas para todos e todas.

Informo oficialmente que interrompi minha campanha à Vereador de Olinda, no qual fui preterido. Abri mão de minha candidatura a pedido do Partido, para integrar a equipe de coordenação geral da campanha majoritária, contudo, manteremos nossa luta com muito mais amplitude.

Esta foi uma difícil decisão para mim e para o PT, que numa perspectiva positiva de redimensionar a campanha, me efetivou para ser o coordenador da pauta de Promoção de Igualdade Racial e Povos e Comunidades Tradicionais.

Sou militante a mais de 15 anos defendendo a democracia, a luta contra o racismo, o fortalecimento da laicidade do Estado, o respeito à diversidade e a discussão de gênero, e sempre firme numa missão de contribuir para a construção efetiva de políticas públicas para os povos tradicionais, do segmento de direitos humanos e da cultura popular.

Quem me conhece sabe que não sou manipulável, que não me presto a ser massa de manobra e muito menos me vendo. Minha trajetória é de luta muito bem embasada e fortalecida com a força da Jurema e dos Orixás, no vibrar do couro das alfaias e no baque forte dos ilús. Nossa discussão política não é brinquedo e muito menos deve ser tratada de forma irresponsável. Estou atento a tudo, e meus olhos enxergam muito mais à frente, pois, vamos voar com as águias! Estou confiante na nova estrada, vou caminhar seguro com o pé bem firme no chão e atento aos espinhos. Estamos juntos em um projeto de reversão histórica que precisa de novas lideranças para ser concretizado! Temos sonhos, somos guerreiros, temos qualidade, temos axé! Esta luta é referendada pelos nossos ancestrais.

Aceito o novo pleito como grande desafio, com o coração aberto e disposto a contribuir, elevando a discussão e fortalecendo a pauta anti-racismo e de reparação, para na futura gestão de nossa prefeita, materializar em políticas públicas nossos sonhos. Queremos uma secretaria de Promoção de Igualdade Racial real, esta pasta terá prioridade e este compromisso é de nossa representante majoritária.

Obrigado a todos e todas que me ajudaram e acompanham minha trajetória. Obrigado à minha equipe, que com garra planejou e trabalhou com todo empenho e seriedade para juntos construirmos a vitória. Obrigado aos apoios de Olinda e de outros municípios. Obrigado aos amigos e amigas que acreditaram que seria possível vencer este pleito. Obrigado à comunidade de Peixinhos que esperava com grande expectativa minha candidatura. Obrigado a todo povo de terreiro que está comigo permanente nesta luta. Obrigado ao povo da cultura popular que vibra e comunga comigo esta caminhada, Obrigado à imprensa pernambucana que com isenção e imparcialidade produziu excelentes matérias sobre a luta política do Povo de Terreiro. Obrigado aos votos ideológicos que com consciência estão conosco. Enfim, quero chamar a todos e todas para trabalharmos com unidade no futuro, conto com o apoio de vocês nas próximas eleições. Convoco a todos e a todas para unidos elegermos Tereza Leitão Prefeita de Olinda! É 13! Olinda quer avançar!

Exú: "O so (ò)kò lona o p(á) eiye loni - Tendo lançado uma pedra ontem, ele mata um pássaro hoje". (VERGER, 2000, p. 145).

“Dizem que a jurema amarga, para mim é um licor. A Jurema com seus frutos, sempre nos alimentou”!

“Malunguinho ta de ronda, quem mandou foi jucá. Malunguinho ta de ronda, que a Jurema manda”!

“Quanto mais meu lírio cheira: É pau, é pau é pau”!

Sobô Nirê Mafá!
Axé!

*Na foto feita pela artista Joannah Mendonça estou plantando o primeiro pé de Jurema em uma escola pública no Brasil. Motivo de orgulho e símbolo de resistência de que estamos plantando um amanhã sem racismo, sem intolerância e com respeito à diversidade. Assim é minha caminhada e missão!

Alexandre L’Omi L’Odò.
Coordenador da Campanha Majoritária de Olinda - PT
alexandrelomilodo@gmail.com

sábado, 6 de agosto de 2016

XI Kipupa Malunguinho - Coco na Mata do Catucá 2016


XI Kipupa Malunguinho - Coco na Mata do Catucá

1835 - 2016 Malunguinho Histórico e Divino, 181 anos resistindo!

Onze anos do maior encontro de juremeiros e juremeiras do Brasil. O Kipupa Malunguinho em sua décima primeira edição, levará mais um ano para as matas sagradas do "Catucá" a alegria da fé do povo de terreiro, para celebrar o Reis Malunguinho, único líder quilombola a virar divindade na história de nosso país. 

Iremos homenagear os 15 anos do Grupo Bongar​, que ao longo dos últimos sete anos vem sendo parceiro de nossa luta e também têm feito um lindo trabalho em defesa da cultura popular e tradicional merecendo o Mourão que não Bambeia. Vamos celebrar e trocar muitos saberes da ciência mestra com terreiros e pessoas de toda parte deste país. 

Informações básicas: 

Dia 25 de Setembro de 2016 (Domingo)

Das 09 às 18h

Local: Matas de Pitanga II, Abreu e Lima/PE (Sítio de Juarez) "Catucá"

Como chegar? 

O local do evento é um pouco complicado de chegar. Mas providenciaremos ônibus saindo da Igreja do Carmo do Recife às 7h da manhã. Valor da ida e volta para o mesmo local R$: 30. Bilhetes vendendo no box de Eliane dentro do Mercado de São José.

Para quem vai de carro ou em caravanas independentes o ponto de encontro é às 8h da manhã em frente a Prefeitura de Abreu e Lima. De lá sairá o comboio para o local do evento. 

A estrada estará sinalizada com Banners. O local de entrada para chegar lá é na Avenida principal no Terminal dos Combeiros. Seguindo pelo bairro do Planalto entrando em Pitanga II. Não tem erro, é só seguir a sinalização e seguir o caminho sem entrar em nenhuma rua.

Terreiros e grupos podem organizar suas caravanas independentemente. 

Qualquer pessoa pode participar.

Terreiros podem levar ilús e demais instrumentos, além de suas oferendas próprias e irem vestidos com roupas tradicionais da Jurema.

Apresentações Culturais:

Grupo Bongar
Coco de Pareia​
Coco da Yá 
Cordelândia Música-Poesia Infantil​
Coco de Catucá

Contatos: 81. 99901-3736 / 98887-1496 / 99525-7119
www.qcmalunguinho.blogspot.com 
quilombo.cultural.malunguinho@gmail.com 

Confirme presença no evento no Facabook: https://www.facebook.com/events/285295015164135/

Para informações mais aprofundadas, visitem:


Sejam todas e todos muito bem vindos, vamos celebrar nossa fé com amor e respeito à ancestralidade. O nosso Kipupa Malunguinho - Coco na Mata do Catucá​ os aguarda para uma vivência profunda na fé de matriz indígena do Nordeste do Brasil!

COMPARTILHEM!!

Sobô Nirê Mafá!
Salve a fumaça!
Salve nossa Jurema Sagrada!

Alexandre L'Omi L'Odò​
Coordenador Geral 
Sacerdote Responsável
Quilombo Cultural Malunguinho 
alexandrelomilodo@gmail.com

Espaço para o 'Povo de Terreiro' - Matéria da Folha de Pernambuco

Primeira Plenária povo de Terreiro e Políticas Públicas. Foto de Ursula Freire/DP.

Matéria Folha de Pernambuco de 06 de Agosto de 2016.
Por Leonardo Malafaia


Espaço para o 'povo de terreiro'

Combater o crescente avanço de políticas “conservadoras”, as propostas que “afrontam a laicidade” e promover o diálogo de enfrentamento ao preconceito contra o povo de terreiro. Estas foram as propostas da primeira plenária “Povo de Terreiro e Políticas Públicas”, sediada ontem no Nascedouro de Peixinhos, em Olinda. O evento que contou com a participação de pré-candidatos de diversas regiões do Estado, discutiu a representação e planejamento estratégico coletivo para o segmento nas campanhas.

No último Censo realizado pelo IBGE, em 2010, a população pertencente às religiões afrobrasileiras - Umbanda e Candomblé, entre outras declarações de religiosidades - totalizavam mais de 58 mil brasileiros. O número, porém não se reflete na representação política, uma vez que inexistem na Câmara Federal e no Senado legisladores, efetivamente, representantes de terreiro.

Matéria impressa com mesmo texto. Folha de Pernambuco de 06/08/2016, Caderno de Política, página 4.

Pleiteando uma vaga nas proporcionais nas eleições 2016, nos municípios de Palmares, Olinda, Paudalho, Recife, Goiana, Abreu e Lima, Camaragibe e Jaboatão dos Guararapes, os candidatos tendem a enfrentar uma grande resistência.

Alexandre L’Omi, organizador do evento, diz que a ideia “é romper com a questão histórica que coloca a população negra e o povo de terreiro no ostracismo político. Na falta de acesso à política. Porque desde a colonização, e até hoje, nós nunca tivemos uma representação que de fato fosse eleita por nosso segmento.”

De acordo com a candidata a prefeitura de Olinda, Teresa Leitão (PT), que participou do evento, a iniciativa é um passo importante para superar isso. Para ela, o evento é essencial para desmistificar a religião de matriz afro e garantir participação do “povo de terreiro” na política. “É na cidade que está nosso terreiro, é na cidade que está o nosso povo, mas é também onde está a intolerância, onde tanta coisa avançou e ainda se estranha um babalorixá querer andar com os seus guias”.


Alexandre L'Omi L'Odò
Pré Candidato à Vereador em Olinda 2016
Quilombo Cultural Malunguinho 
alexandrelomilodo@gmail.com 

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!