domingo, 27 de junho de 2010

Acorada Povo de Mãe Nenzinha de Xangô, 70 anos de tradição.

Mãe Nenzinha de Xangô.

Acorda Povo de Mãe Nenzinha de Xangô, 70 anos de tradição.
A bela festa popular da fé no Orixá do fogo!


O Acorda Povo de Mãe Nenzinha de Xangô, da comunidade da Vila das Lavadeiras no bairro de Areias no Recife é um dos mais tradicionais de Pernambuco. Na madrugada (4h) do dia 23 de junho de 2010, a grande procissão para São João (Xangô), reuniu inúmeros fiéis do candomblé e da Jurema Sagrada nas ruas da comunidade para celebrar a fé no Orixá do fogo. Foram 18 bandeiras hasteadas pelos moradores do bairro, que entre católicos e povo de terreiro receberam a procissão com louvores e agradecimentos a promessas alcançadas. Esta tradição foi herdada por D. Aurelina Marques de Almeida, Mãe Nenzinha do Acorda Povo, sacerdotisa com 78 anos de idade e identidade firmada em Xangô, seu Orixá de cabeça.

Procissão, estrela e bandeira de São João. Foto: Alexandre L'Omi L'Odò.

A Dona Nenzinha, é mestra Griô (Kimbanda de Malunguinho) do Quilombo Cultural Malunguinho/OTM, e desenvolve um belo trabalho de preservação e transmissão do saber oral e religioso para crianças, adolescentes, jovens e adultos em todos os momentos de seu caminhar, compartilhando seu axé e conhecimento com quem se chegar.

Registrei este momento inesquecível no meu São João 2010, que ao final da procissão, na roda de coco, cantaram e sambaram eu, L'Omi L'Odò, Adiel Luna e Coco Camará, Mãe Nenzinha, Vado Juremeiro além de mestres e mestras de comunidades de diversos lugares.

Alexandre L'Omi L'Odò, tocando o bombo sagrado de Xangô.

Lembro ainda que eu fui o primeiro zabumbeiro a tocar o instrumento sagrado desta procissão além do Sr. Bibiu que aparece tocando. Depois de mais de 40 anos reabri o processo de renovação da percussão desta tradição. O intrumento recebe obrigações rituais e é dedicado ao Orixá Xangô, e , nunca foi repassado para ninguém pelo seu percussionista mor, em 2010, algo começou a mudar graças a Xangô.

70 anos de Tradição! Foto de Alexandre L'Omi L'Odò.

Coloco aqui os vídeos em sequência com todo registro do Acorda Povo. Está lindo, imperdível, divirtam-se.

1. Saída do Acorda Povo.


2. Hasteamento das Bandeiras de São João.


3. Hasteamento da Bandeira de São João na casa de Mãe Terezinha Bulhões de Iyemojá Sesú, a Juiza do Acorda Povo.


4. Início do coco e hasteamento da última bandeira de São João.


5. A roda de coco, o fechamento.


Alexandre L'Omi L'Odò.
Quilombo Cultural Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com
81 8887-1496

sábado, 19 de junho de 2010

100 anos de minha bisavó, memória negro-indígena de uma matriarca.

Claudemira Maria dos Santos, minha bisavó materna.

* 19/06/1910
+ 27/07/1977

Hoje, dia 19 de Junho, data de comemoração dos 100 anos de minha bisavó, comecei a escrever e registrar a memória dela, como o dia foi muito emocionado, postarei o texto completo em breve, aguarde para ler um pouco sobre minha referência de força feminina negra-indígena.

Alexandre L'Omi L'Odò.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Vamos assinar a Lei Griô Nacional minha gente!

Movimento de criação da Lei Griô
Política Nacional de Transmissão Oral do Brasil

Projeto de lei de iniciativa popular Lei Griô, uma política nacional de transmissão oral

*Texto oficial da minuta da Lei Griô:

No uso do direito assegurado pelos arts. 1°, 14, III e 61 da Constituição Federal e arts. 13 e 14 da lei 9.709/98, subscrevo o projeto de lei que institui uma política nacional de transmissão dos saberes e fazeres de tradição oral em diálogo com a educação formal, para o fortalecimento da identidade e ancestralidade do povo brasileiro, através do reconhecimento político, econômico e sócio cultural dos(as) griôs, mestres e mestras de tradição oral do Brasil.

*O texto do projeto encontra-se registrado no Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas da Comarca de Lençóis, BA, livro A-03, n° 215.

Endereço para remessa das folhas assinadas:
Grãos de Luz e Griô - Rua Nossa Senhora da Vitória, s/n - CEP: 46.960-000 - Lençóis- Bahia

Veja o texto completo do projeto de lei em:
www.acaogrio.org.br


Ficha para assinatura apoiando a Lei Griô Nacional.

Os dados necessários para o preenchimento da ficha são:
Nome Completo - Data de Nascimento -Endereço Completo - N° do Título de Eleitor, Zona e Seção - Assinatura da Pessoa.

Você pode salvar a imagem da ficha a cima e imprimir em sua casa, assinar e solicitar para sua família assinar e contribuir para o avanço da cultura de transmissão oral no nosso país. Este projeto é de suma importância para o Brasil, para a educação e escolas, para os mestres e mestras das culturas tradicionais e para os Kimbandas de Malugnuinho.
Vamos ajudar nessa guerra!


Alexandre L'Omi L'Odò e Mestre Galo Preto na passeata a favor da Lei Griô na TEIA 2010 em Fortaleza.

Entrem no site da Lei Griô e baixe os arquivos e veja as novidades sobre os avanços na nossa luta:
https://sites.google.com/site/leigrionacional/home

Mestre Galo Preto na caminhada pró Lei Griô Nacional na TEIA 2010 em Fortaleza.

Dona Zuleide de Paula descansando após a passeata pró Lei Griô Nacional na TEIA 2010 em Fortaleza.

Assinam esta postagem os Kimbandas de Malugnuinho:

Alexandre L'Omi L'Odò- Griô Aprendiz
Mestre Galo Preto- Mestre Griô

Dona Zuleide de Paula- Mestra Griô de Tradição Oral

Seu Paulo Braz Felipe da Costa- Mestre Griô

Mãe Terezinha Bulhões- Mestra Griô

Mãe Nenzinha do Acorda Povo- Mestra Griô



Quilombo Cultural Malunguinho

81. 8887-1496
quilombo.cultural.malunguinho@gmail.com

www.qcmalunguinho.blogspot.com

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Filme/documentário "Galo Preto, O Menestrel do Coco" premiado no Curtamazônia 2010

O filme/documentário "Galo Preto, o Menestrel do Coco" 47'min. de Wilson Freire, foi premiado no Curtamazônia 2010.


Vencedor do prêmio SGC-REDE TV RONDÔNIA E DIÁRIO DA AMAZÔNIA, Prêmio especial do júri, o média metragem foi assistido por mais de 1000 pessoas.


PORTO VELHO RESPIROU CINEMA DE 25 À 29 DE MAIO


Porto Velho respirou Cinema de 25 À 29 de maio, com filmes inscritos de 19 estados brasileiros, participando e prestigiando com 174 trabalhos inscritos, isso demonstra resultado positivo para Rondônia, porque, o Festival leva a imagem positiva de um Estado que num passado recente foi massacrado pela grande mídia nacional, em função de situações políticas desagradáveis, mais hoje Rondônia vive um outro ciclo, o ciclo da esperança e dos sonhos. Pensando nesse sentido, é que estamos buscando investimentos fora do Estado, para podermos propiciar e realizar atividades culturais, através do Cinema, e estarmos contribuindo para a difusão do Cinema Nacional, propiciando também maior visibilidade aos realizadores alternativos e independentes de cinema e vídeo desse imenso País e de Rondônia.


Podemos afirmar também que o mais novo empreendimento cultural de Rondônia está se firmando e já começa com força total em nossa cidade de Porto Velho, contribuindo e fazendo parte de nossa história de Rondônia e do Brasil.


CONHEÇA O RESULTADO DA PREMIAÇÃO DA MOSTRA COMPETITIVA E DA PREMIAÇÃO ESPECIAL:


PREMIAÇÕES ESPECIAIS:


1) O PRÊMIO SINJOR/RO - JÚRI DA CRÍTICA VAI PARA: “AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS”, direção Camilo Cavalcante, de Pernambuco


2) O PRÊMIO “AMAZONSAT “- JÚRI POPULAR VAI PARA: “DOIDO LELÊ”, direção de CECI ALVES, DA BAHIA.


3) O PRÊMIO ABD RONDÔNIA DO JÚRI TÉCNICO: MELHOR TRILHA MUSICAL VAI PARA: “VESTÍGIOS DO TEMPO”, DO DIRETOR DO FILME RONALDO ADRIANO, E O PRODUTOR DA TRILHA MUSICAL DE EDUARDO OLIVEIRA (KADU) MATO GROSSO.


4) O PRÊMIO ABD NACIONAL DO JÚRI TÉCNICO: MELHOR MONTAGEM VAI PARA: O FILME “PORNOGRAPHICO”, DOS DIRETORES HAROLDO BORGES E PAULA GOMES, CUJO MONTADOR DO FILME É HAROLDO BORGES DA BAHIA.


5) O PRÊMIO “TV RONDÔNIA” DO JÚRI TÉCNICO: MELHOR DIREÇÃO DE ARTE VAI PARA: O FILME DOSSIÊ RÊ BORDOSA, DO DIRETOR DE ARTES DANIEL BRUSON, DE SÃO PAULO.


6) O PRÊMIO FECOMÉRCIO - “MELHOR PRODUÇÃO AMAZÔNICA” VAI PARA: “AOS TRANCOS E BARRANCOS”, DE NEY RICARDO DO ACRE E “E O QUE NOIS RAMÚ CÚME?, DE DANIEL LUIZ BATISTA, DO AMAZONAS.


7) O PRÊMIO GOVERNO DE RONDÔNIA – “PRÊMIO INCENTIVO” VAI PARA: “UM OLHAR SOBRE O PROGRESSO”, DIREÇÃO DE MARIVALDO LAGO, NOVA MAMORÉ/RO.


PREMIAÇÃO DA MOSTRA COMPETITIVA:


A) MELHOR DOCUMENTÁRIO: “NÚMERO ZERO”, DIREÇÃO CLÁUDIA NUNES, DO ESTADO DE GOIÁS.


B) MELHOR ANIMAÇÃO: “DOSSIÊ RÊ BORDOSA”, DIREÇÃO CÉSAR CABRAL, DO ESTADO DE SÃO PAULO.


C) MELHOR FILME AMBIENTAL: “OLHAR DE JOÃO”, DIREÇÃO MARILEY CARNEIRO, DO ESTADO DE GOIÁS


D) MELHOR FICÇÃO: “BREVE PASSEIO”, DIREÇÃO RAFAEL JARDIM, DO ESTADO DA BAHIA.


E) MELHOR EXPERIMENTAL : “1:21”, DIREÇÃO ADRIANA CÂMARA, DO ESTADO DE PERNAMBUCO


F) MELHOR FILME INSTITUCIONAL: “DIAS DE CAIÇARA”, DIREÇÃO LUIZ SCARABEL JUNIOR, DO ESTADO DE SÃO PAULO.


G) PARA MELHOR DIREÇÃO: CÂNDIDO ALBERTO DA FONSECA, DE MATO GROSSO SUL, COM O FILME: “BETO LIMA – O INTÉRPRETE DAS FLORES”.


H) PARA MELHOR ATOR O VENCEDOR É: FERNANDO NEVES, DE PERNAMBUCO, COM O FILME: “PORNOGRAPHICO”, DIREÇÃO HAROLDO BORGES E PAULA GOMES.


I) PARA MELHOR ATRIZ – A VENCEDORA É: PAULA BRAUN, DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, COM O FILME: “MARIDOS, AMANTES E PISANTES”, Direção Ângelo Defanti.


J) MELHOR ROTEIRO: “NINHO DOS PEQUENOS”, DIREÇÃO ULISSES COSTA, DO RIO GRANDE DO SUL.


J) PARA MELHOR FOTOGRAFIA – O VENCEDOR É O FILME: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, DE CAMILO CAVALCANTE DE PERNAMBUCO.


K) O PRÊMIO SGC-REDE TV RONDÔNIA E DIÁRIO DA AMAZÔNIA - PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: “GALO PRETO. O MENESTREL DO COCO”. DIREÇÃO WILSON FREIRE, DE PERNAMBUCO.



L) E A MENÇÃO HONROSA “ELETROSUL” VAI PARA: “OS ANJOS DO MEIO DA PRAÇA”, DE ALÊ CAMARGO E CAMILA CARROSSINE, DE SÃO PAULO.


M) O GRANDE VENCEDOR DO 1º FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA ESCOLHIDO POR UM JÚRI EQUILIBRADISSIMO, MELHOR FILME PRÊMIO BNDES: “AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS”, DO DIRETOR CAMILO CAVALCANTE, DO ESTADO DE PERNAMBUCO, LEVA O TROFÉU TRÊS CAIXAS D´ÁGUA, SIMBOLO DE NOSSA CIDADE PORTO VELHO, QUE REPRESENTA O 1º FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA.


O Festival de Cinema Curta Amazônia é feito por gente super bacana, entidades privadas e públicas, empresas e empresários, imprensa regional e nacional que apostam na diversidade cultural nesse País Plural, e sem eles não seria possível transformar este sonho em realidade. Estes são os nossos patrocinadores, apoiadores e realizadores oficiais, se você não tiver aqui, esperamos que no próximo ano venham prestigiar e participar diretamente desse novo empreendimento cultural aqui em Rondônia.


O BNDES APRESENTOU O FESTIVAL DE CINEMA CURTA AMAZÔNIA


Patrocionadores Culturais:


Eletrobrás - Eletrosul / Governo Federal

Fundo Nacional de Cultura/Secretaria do Audiovisual/Ministério da Cultura


Apoiadores Culturais:


CTAV/Sav/Ministério da Cultura /Governo Federal

Secel /Governo de Rondônia

Fecomércio/RO – SESC, SENAC

Maporé

SISTEMA GURGAZC: REDE TV RONDÔNIA E DIÁRIO DA AMAZÔNIA

TV RONDÔNIA E O AMAZONSAT DA REDE AMAZÔNICA DE TELEVISÃO – ANTÔNIO CAMPANARI, NONATO NEVES, PABLO MEDINA E EQUIPE.


TV ALLAMANDA, SBT.

FOLHA DE RONDÔNIA


Apoios Institucionais:


ABD/RO – Luiz Brito/Presidente

ABD Nacional – Solange Lima/Presidente

Iphan/RO/Governo Federal

Senadora Fátima Cleide

Vereador Jaime Gazola

AQUI Publicidade

Sinjor/RO

Site O Observador

Jornal Eletrônico Rondoniaovivo/Paulo Andreoli e Marcos Souza e Equipe.


Apoio da Mídia:


COLUNA DO ZECATRACA, GENTE DE OPINIÃO, COLUNA ALAN ALEX, BLOG DO SERGIO RAMOS, BLOG 24 QUADROS, PROGRAMA CLOSE, PROGRAMA VIVA PORTO VELHO, JORNAL ONORTÃO, NORTFEST, PORTALRONDÔNIA, TUDORONDÔNIA, RONDONOTICIAS, ÚLTIMA HORA, E A IMPRENSA RONDONIENSE E NACIONAL.


Realização:


Associação Curta Amazônia


No encerramento, Carlos Levy afirmou: “Quero primeiro agradecer à Deus, e à todos os colaboradores que estiveram presentes nesse 1º FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA, as escolas públicas e privadas convidadas, do técnico ao mais simples funcionário das Instituições que nos apoiaram, e com a Benção de Deus, iremos muito em breve, levar a MOSTRA CURTAMAZÔNIA ITINERANTE à todos do Estado de Rondônia, nos 52 municípios, além da meta de levar à Bolívia e ao Peru, unificando e integrando nossa fronteira através da cultura cinematográfica.


Agradecer aos nossos convidados pela paciência e atenção dispensada. O nosso muito obrigado!. Aos parceiros de primeira hora, e afirmar que o CURTAMAZÔNIA está pronto prá seguir o seu caminho que é a DIFUSÃO DO CINEMA BRASILEIRO, dando mais oportunidade e abrindo mais janelas de exibições para os realizadores anônimos desse imenso País. O CURTAMAZÔNIA tem a proposta de levar os filmes nacionais aos brasileiros e amazônidas que somos. O nosso muito obrigado à todos. VIVA RONDÔNIA! VIVA O CINEMA NACIONAL! E VIVA O CURTAMAZÔNIA!”.


“CURTAMAZÔNIA – Cinema da Amazônia para o mundo!”

FONTE: ASSESSORIA


Post original:
www.curtamazonia.com

Alexandre L'Omi L'Odò
Produção do Mestre Galo Preto

81 8887-1496

Pombojiras, Marias Padilhas e muito Exú Fêmea na casa do antropólogo Roberto Albergaria

Soterópolis - Roberto Albergaria



"Filho de Santo de Santo" do antropólogo e escritor Júlio Braga de Oyá, o Professor Roberto Algergaria, que neste vídeo se intitula "dublê de antropólogo", é um colecionador de imagens de Pombojiras e Marias Padilhas, tem quase um "museu de pombojiras" em sua casa.

O site do IRDEB- Institudo de Rádio Difusão Educativa da Bahia, Portal Multimídia, realizou a entrevista. No site você pode encontrar o Catálogo de Vídeos, é muito interessante.
Com o título de Soterópolis, uma série de entrevistas serão postadas com baianos intelectuais de Salvador.

Após ter assistido este vídeo, digo: Ninguém pode deixar de ver, analizar, rir, se divertir e acima de tudo compreender de forma muito lúdica um pouco do imaginário da umbanda através da fala do Albergaria.

Mojibá Pombojira, Salve Maria Padilha nas encruzas do mundo!

Roberto Albergaria, antropólogo, mostra sua coleção excêntrica e conversa sobre machismo, feminismo, hipocrisia, sexo, religião, verdade, vida, despacho, moral de jegue, e suas mulheres “miseravonas”.

Confira esta maravilhosa entrevista, descontraída e engraçada, que traz uma reflexão sobre o que é certo e errado no imaginário sobre o feminino.

Post original: http://www.irdeb.ba.gov.br/tve/catalogo/media/view/120

**Desculpem a mal colocação do vídeo aqui, mas o HTML deste vídeo não sei alterar para colocá-lo nos padrões do Blogspot ainda ok. Mas dá pra assistir sem problemas.

Alexandre L'Omi L'Odò.
Pesquisador do Mapeamento dos Terreiros
de Recife e Região Metropolitana
alexandrelomilodo@gmail.com
81. 8887.1496

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!