domingo, 11 de outubro de 2015

Reencontrei meu primeiro amor!

Flávia - meu primeiro amor. Foto: Acervo pessoal.

REENCONTREI MEU PRIMEIRO AMOR! 

Como uma suave brisa acolhedora do passado... minha madrugada foi o maior presente que poderia ter. 

Um reencontro mágico com uma das pessoas que mais amei na vida, a minha primeira namorada... 

Mais de vinte anos sem se ver e sem contato. Achei que jamais a veria outra vez. Minhas curiosidades eram inúmeras, as saudades eram grandes. 

Emocionei-me profundamente. Este reencontro era tudo que mais queria. Afinal, sou do tipo que nao gosto de perder as pessoas que amo. Quero todos e todas perto. Amor é maior que sexo e questões de relacionamento tradicional homem/mulher. Compreendo o amor como a suprema força que rege minha vida. Que quer ter todas as pessoas boas perto para podermos compartilhar a vida de forma aberta, suave e consciente. Temos que estar juntos para trocar axé. Para trocar nossa alegria e ajudas... 

Anos após anos de espera. Não uma espera angustiante, mas um desejo de saber como se passava aquela menina ariana de personalidade forte que tive o prazer de compartilhar uma das melhores fazes de minha vida, a infância e adolescência...  Finalmente meu zap tocou e era ela me chamando de "Xando" como antigamente. Nem acreditei... mas vibrei de alegria. Vibrei tanto que sorri alto, dando numa agitada dobrada de tanta alegria. 

Reencontrei parte de mim. Reencontrei parte de minha vida. Mais uma peça do meu grande quebra-cabeça foi encontrada e encaixada... 

Fiquei tão feliz que chorei. Chorei de agradecimento. Pedi a bênção à Tupã e Olorun, pedi bênção à minha mãe Oxum. Pedi bênção ào meu Reis Malunguinho. Este foi um recado grande da espiritualidade. Foi um fundamento do Kipupa, foi um presente de paz. 

Como diamante está em minha vida Masta. Minha Masta, a minha avó que só traz coisas boas para meu caminho. Silvia Dias (Masta) representa este espírito protetor e de abertura de caminhos para mim. Ela é de fato a meditação da alegria. Minha avó da alegria, que sabe me fazer feliz... foi ela quem proporcionou este reencontro. Foi ela quem que buscou na fonte esta alegria para meu espírito. Obrigado. Te amar já me garante um bem enorme nessa vida. Somos espíritos indissolúveis! 

Ler: "Xando, é Flávia de Solange... Foi Masta que me deu teu fone, lembra de mim?" Foi a melhor coisa dos últimos anos. Estava mesmo precisando de uma alegria grande, para me dar mais força... 

Daí conversamos horas seguidas. Matamos nossas curiosidades e relembramos os bons tempos. Contamos um pouco da vida de um para o outro e irmos muito juntos. Mexemos no baú das boas memórias... das fotos antigas e das histórias antigas... rsrsrsrs lembramos como éramos felizes. Como nosso passado era rico e alegre. Como nos fizemos bem... Foi bom demais!!!!  

Foi tanta alegria que dormi às quatro da manhã quase sem sono. O destino por anos nos afastou de forma inexplicável. Hoje tivemos a chance se nós revermos. E vamos sim nos rever pessoalmente. Este momento romperá toda desconstrução que a distância não oportunizou realizar. Será um tombo no tempo! Vai ser massa! 

Hoje ela é mãe de duas folhas e segue seu caminho na luta diária de todos nós. Ela também ficou profundamente feliz com este momento e fomos sinceros o suficiente para dizer que nos amamos. Que no passado fomos o primeiro amor um para o outro e que este sentimento perdura até hoje. Fomos inesquecíveis um para o outro. Isso foi um fato reciproco confirmado por ambos... 

Sei que tudo mudou. Não somos mais os mesmos. Temos caminhos e vidas diferentes. Mas o importante foi saber que existimos no agora e que habitamos por toda vida um dentro do outro, como amigos puros e livres de amarras de padrões que poderiam falar pra nos ajudarmos e não reconhecermos nossas verdades mais intrínsecas. 

Escrevi este pequeno texto para marcar o dia de hoje. O dia de uma grande alegria e contentamento para meu espírito. Finalmente te reencontrei. Esta missão nesta vida cumpri. Obrigado, você foi essencial para a construção de meu ser. Axé! 

*na foto Flávia celebrando 16 anos de idade. Sempre com este olhar forte! Rsrsrsrs 

Alexandre L'Omi L'Odò
alexandrelomilodo@gmail.com 

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!