terça-feira, 1 de setembro de 2009

Mestre Galo Preto na Feira da Música 2009, um show de emocionar!

Mestre Galo Preto
na Feira da Música 2009

****

Feira da Música 2009... Com uma programação de tirar o fôlego dos amantes da nova e boa música brasileira, o evento realizou uma das maiores e mais bem estruturadas edições de sua história.

Com atividades ligadas diretamente ao mercado da música, a Feira troce ao público variado cardápio de inovações de entretenimento e formação, com exposições como o Feirão do Disco, onde os participantes e visitantes podiam comprar Vinis, CDs, DVDs como em um grande sebo organizado. Outra novidade foi a introdução de uma exposição ampla e diversificada de Luthieria, com mestres como Abílio Sobral/PE, que levou os instrumentos e sons de Pernambuco, o D. Oliveira que levou novidades para quem é contrabaixista e quer desenvolver novos estilos e formas de tocar com um modelo arrojado de Contra-Baixo acústico-elétrico inovador, e outros como Lima Filho, Batucatinga e Ibandã Brasil.

Houveram cortejos infantis que mostraram a forte influência que Pernambuco exerce no mercado da exportação de ritmos e tradições para todo Brasil e mundo, personificando tudo no maracatu de baque virado nosso. A Rodada de Negócios, foi muito participativa e concorrida, sobretudo o principal: Os Shows nos palcos de Fortaleza, que se dividiram da seguinte forma:

1-Brasil Independente, palco principal da Feira que se propôs a diversificar os rítmos misturando as culturas tradicionais com as bandas de música global.

2- Palco Rock é Rock Mesmo, dedicado ao Rock integralmente.

3- Instrumental, promovendo a música instrumental em todas suas manifestações.

4- Diversidade, local de mistura cultural intensa que ocorriam sempre no horário da tarde.

5- E o Palco Mix Brasil, palco descentralizado das ações da Feira, no bairro de Bom Jardim.

O show do Mestre Galo Preto (www.myspace.com/mestregalopreto), aconteceu no dia 20/08, em uma quinta-feira com tom de inauguração do evento que o público esperava ansioso.
levando ao palco toda sua elegância musical e sua tradicional estrada de 65 anos de carreira, o Mestre fez o público parar e degustar o mais profundo sabor da cultura pernambucana com canções como "Pernambucana", "Aruvalhado", "A Pinta" seu primeiro coco composto, "Ararão", e "Homem com Homem, Mulher com Mulher" de sua composição com Wilson Freire, fazendo o público agitar ao som de um verdadeiro rits sertanejo/nordestino cheio de irreverência, consciência e modernidade. Com muita dança e contação de histórias a apresentação ficou mais ainda interessante com sua entrada inesperada cantando e dançando uma antiga toada de "Bater Feijão" dos seus ancestrais do quilombo de Santa Izabel em Bom Conselho: "Dança negro/ Branco não vem cá/ Se vier/ Pau há de quebrar"


O Mestre Galo Preto, que vem retomando sua carreira com muito sucesso aos 74 anos de idade, participou ativamente de todos os dias da Feira. Esteve presente nas oficinas de gestão cultural, visitou os palcos do evento onde era sempre ovacionado pelo público que tiravam fotos e pegavam seus contatos, os artistas sempre o homenageavam no microfone, andou pela cidade onde foi reconhecido pelas matérias de jornal que saíram com sua foto estampada, e conheceu parte do complexo Dragão do Mar, que "é um lugar belíssimo e incrível, uma obra de titãns" disse o Mestre.

Ainda foram gravadas várias entrevistas para as rádios comunitárias e jornais que lá fizeram presença como a Rádio comunitária pernambucana Diálogos com o locutor , do ponto de Cultura a Diálogos, falou na rádio Arpub- Associação das Rádios Públicas do Brasil, onde teve sua entrevista passada em todo país. Gravou entrevista na TV Brasil e teve seu show todo registrado pela mesma, embolando com o nome da TV fez o apresentador ficar emocionado e alegre e marcou com força sua participação no Evento.

A discussão sobre a indústria da música, a tecnologia, o mercado fonográfico e o futuro do mercado nacional da música brasileira foram temas essenciais das palestras e oficinas, tendo na presença o Mestre Galo Preto, como artista selecionado entre mais de 560 concorrentes e aprovados na curadoria geral que selecionou apenas 60 grupos e bandas de todo Brasil, a forte representatividade de uma produção que dá certo, que pode contribuir no avanço das discussões nacionais sobre as culturas populares e tradicionais no mercado e indústria da música no Brasil e no mundo, sabendo-se que o exterior é o maior consumidor dos produtos culturais brasileiros e em especial de Pernambuco que se destaca por ter a maior diversidade rítmica e estética musical brasileira.

O Maranhão também marcou presença com o Samba de Crioula e o Cacuriá de Dona Teté que ao fechar o evento na noite de 22/08 também saldou o Galo Preto, que muito se divertiu vendo toda a dança daquelas "negras lindas" e todo seu rebolado. Subiu ainda ao palco para dançar o Cacuriá a convite de Dona Teté, que é uma das mais antigas representantes das culturas tradicionais do Maranhão, que está com 85 aos de idade, mas ainda tem voz forte e segura e sabe animar a "galera toda" com suas músicas de duplo sentido.

Para nós do Mestre Galo Preto, e ainda O Tronco da Jurema, foi muito importante a participação na Feira da Música 2009, pois a partir desta conquista na participação do evento, nossa produção toma novos rumos para o avanço de nosso trabalho.

Agradecemos a toda produção da Feira em especial ao Coordenador Geral Ivan Ferraro, que com muito carisma se fez presente em todos os momentos da feira com muita simplicidade e amizade.

Aos Curadores Alex Antunes, James Lima, Ivan Ferraro, Glauber Uchoa e George Frizzo, e a secretária Thaís Andrade nossos parabéns por terem selecionado o melhor que o Brasil tem hoje no mercado da música independente, guerreira e inovadora nacional.

Nguzo Malunguinho!!
Muito Axé!!

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!