segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Reflexões afro-indígenas-tradicionais-políticas: Distância entre o discurso e a prática

Alexandre L'Omi L'Odò. Pré candidato a vereador em Olinda 2016. Foto de Henry A.Y.N.

Reflexões afro-indígenas-tradicionais-políticas:

Distância entre o discurso e a prática

Vê-se frequentemente nos palcos onde a cultura popular e tradicional esta atuando, discursos contra gestões e formas de atuação políticas de partidos etc.

Sempre motivando indignações e instigando muitos aplausos, estes discursos ao meu ver se tornam vazios e incoerentes quando estes artistas, grupos, bandas etc. não se comprometem com a luta de transformação efetiva da política, contribuindo de verdade (não só com blá, blá, blá) na mudança destes paradigmas que nos oprimem.

Criticar e “meter o pau” é muito fácil. Entrar na discussão e efetivar ações políticas coletivas... Aí a coisa já se distancia do tal discurso bonitinho dos palcos...

Acredito que devemos alinhar nossos discursos com as práticas. Devemos de fato fazer uma práxis para conseguirmos sair de nossa atual situação de total inércia e dificuldade para alcançar melhor situação e recursos para a cultura popular e tradicional. 

Apoiar candidaturas com plataformas confiáveis e que pautem de verdade nossas necessidades a partir de dentro, é uma obrigação coletiva nossa. Claro que nada obrigado é bom... O voto é livre e merece ser respeitado. Contudo, se não nos unirmos e elegermos representantes capazes de levar a frente o desejo coletivo de nosso povo, não estaremos fazendo nada! Estaremos nos enterrando na nossa própria ignorância e incapacidade de mudar o que esta ruim para todos.

Vamos acordar e nos libertar das grades dos pequenos favores. Tem gente apoiando políticos por ai, só por que este deu um som para um evento... Isso é um absurdo. Temos que fazer nossos próprios quadros para exigirmos deles a resolução de nossas necessidades.

Quero ver mais grupos e pessoas apoiando nossa luta. Vamos construir uma candidatura nossa! Vamos efetivar nossos sonhos. Já passou o tempo de confiarmos em pessoas que não são de dentro e não tem trajetória junto conosco. Ou fazemos agora vereadores do povo de terreiro, da cultura popular, da luta pelos direitos humanos, das lutas contra o racismo etc... Ou então ficaremos mais 4 anos sem nenhuma resposta das câmaras municipais de vereadores.

VAMOS FAZER UM! VAMOS FAZER VÁRIOS! 

QUEM É DE AXÉ, VOTA EM QUEM É DE AXÉ!

VAMPOS ELEGER OS NOSSOS!

Alexandre L’Omi L’Odò
Historiador e Mestrando em Ciências da Religião 
Quilombo Cultural Malunguinho 
alexandrelomilodo@gmail.com 

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!