domingo, 26 de junho de 2016

Salve meu São João Xangô Comunitário!

Alexandre L'Omi L'Odò na saída do Acorda Povo. Foto de Joannah Flor.

Salve meu São João Xangô Comunitário!
Agradecimentos

Só agora tive tempo para escrever algumas linhas de agradecimento aos membros da Casa das Matas do Reis Malunguinho, meus afilhados e afilhadas, filhos e filhas, amigos e amigas e parceiros de luta, que me ajudaram a realizar os 30 anos do Acorda Povo de Peixinhos. Realmente estou muito feliz e realizado. Esperei 28 anos para que esta Bandeira viesse pra minha casa e lutei pra dar a maior dignidade possível para a conclusão do ciclo religioso do qual fui guardião durante um ano.

Primeiramente gostaria de agradecer ao axé de Xangô e Malunguinho que me deram força para levar a frente com alegria e ciência esta tradição de meu bairro. Também agradeço à consideração de minha iyalorixá (pérola negra do nagô pernambucano) Mãe Maria Lúcia Felipe Tia Lú que veio cantar pra meu pai Exú e o homenageado da festa, Xangô, em nossa casa. Seu louvor nagô abençoou a noite com a força dos ancestrais yorubás. Com tanto axé, também vierem outras pessoas do "santo", como nossa mãe pequena Babizinha Costa Nascimento e Thalysson seu filho. Agradeço a presença valiosa de meu mestre professor ogan André Malê de Olufan que veio cantar o coco e fazer parte dos rituais. Obrigado à Rinaldo De Aquino Souza, meu amigo irmão de décadas que tocou para alegrar os orixás e também à Mamão Xambá, que além de ter colocado o som da festa (por um precinho de amigo) também tocou os ilús para Xangô. Obrigado á Willy Peixe, pelo apoio na percussão, e à Leo do Peixe também. Obrigado ainda para os demais membros da religião de matriz africana e indígena do bairro, como Ló de Xangô, Dona Maria de Oxum etc. Adupé. Uma casa forte se prova assim, quando agrega pessoas de fato do axé e da jurema.

Tenho que fazer um agradecimento mais que especial à todos os meus afilhados e afilhadas, filhos e filhas e amigos que contribuíram na realização da nossa procissão. Obrigado à Ricardo Nunes, afilhado e amigo de vida que juntos movemos montanhas e pegamos no pesado para realizar meus loucos sonhos e lutas. Sua parceria é sempre de luz. Obrigado demais por ter dado de presente o trio de forró de Sr. Antônio para animar a festa. A comunidade adorou e até penso em mantermos um forró dentro do bairro... Imagina!! Obrigado à Catarina Falcão pela sempre empoderada colaboração cheia de amor e fé. Você é muito especial nessa luta "cambona" e ekeji do ilé. Obrigado mais que especial à Maria Betânia, afilhada de ouro que é criativa e ativa nos afazeres do axé. Sua decoração ficou linda e encantou à todas e todos. Sua contribuição foi perfeita, cheia de boas energias. Fiquei muito feliz (só não gostei de você não ter ficado até o fim, mas lhe entendo). Obrigado à Mari Vasconcelos pela colaboração importante para o desenvolvimento de nossa atividade, você abriu caminhos. Obrigado à Joannah Flor por todas as colaborações imprescindíveis e sobre tudo pelo registro fotográfico geral do Acorda Povo, com certeza suas fotos a partir do dia que foram tiradas se tornaram patrimônios da história de nosso bairro. obrigado á Kamilla da Costa pela sempre amiga e parceira colaboração. Sua contribuição foi fundamental como sempre. Obrigado à Leo Luna, Maria Clara Luna e meu amor Florzinha Luna pela presença e contribuição, vocês juntos emanam muito boas energias. Obrigado à Lígia Costa pela importante contribuição e presença com alegria e axé. obrigado à Henrique Falcão pela sempre boa energia nos trabalhos e concentração que me ajuda a fazer as coisas melhores. Obrigado á Vanessa Farias, Andreia Silva e Ekeji Cinha de SP pela parceria de sempre. Obrigado à Marcilio da Costa, afilhado firmado que esteve junto para compartilhar desse momento de comunhão de nosso axé. Obrigado á Ramon Sr Demetrio pela ajuda, que mesmo não aparecendo no dia estava conosco de coração. Obrigado à Sujaan Isabel e Andréa Mota pela contribuição e parceria de sempre, que Xangô as cubram de vitórias. Obrigado à minha mãe Ray Santos e minha avó Dona Lourdes que me ajudaram muito nos afazeres de tudo. À minha avó uma ressalva especial por ter feito um munguzá tão gostoso. Obrigado à Ayama Dhyan pela presença e pela contribuição nessa luta. Obrigado à Geane Brito por ter trazido seu fogo para a nossa fogueira sagrada. Obrigado à Aline Brito por ter segurado o tombo até o final comigo e os demais afilhados nos cânticos e ritmo do Acorda povo, foi muita energia positiva. Obrigado à Dona Nininha pelas ajudas dadas na organização das coisas no final da festa. Obrigado á toda vizinhança que com carinho acolhei nossa atividade religiosa com amor e paciência.

Faço um agradecimento super especial à Renato Simoes e à sua amiga que foram de muito bom grado e de coração aberto para minha casa, vindos de Piedade/Recife para enfeitar o andor do Sr. São João. Articulados pela já citada Maria Betânia, que em uma inspiração genial o convocou para fazer esta arte. De fato foi uma obra de arte cheia de carinho. Todo mundo elogiou e agora você ficará sendo nosso decorador oficial, te prepara (hahhaahhah).Que Xangô e minha mãe Oxum junto com Reis Malunguinho lhe abençoe. Muito obrigado mesmo, és um profissional de valor.

Faço um agradecimento mais que especial ao GCASC - Grupo Comunidade Assumindo Suas Crianças por ter mantido viva esta tradição por estes 30 anos. Vocês são um exemplo de verdadeira dedicação à cultura de Peixinhos. Estamos juntos. Obrigado à Dona Nilza, Ori Almeida, Dadado San Kaiowá, Anjinha, Van, Mira (que fez nosso maravilhoso cuscuz recheado que ficou uma delícia), Nenzinha, Fernanda Alves e todas e todos que fazem esta instituição. Vocês são necessários para a comunidade. Se esqueci alguém aqui desculpe.

Agradeço de forma ampla à presença de Dona Zuleide DE Paula DA Silva, ativista de nossa comunidade há anos, ela também fundadora do Acorda Povo, escritora que fez o único livro sobre o nosso bairro veio com alegria celebrar conosco os 30 anos desta tradição. Sua presença nos enobreceu à todas e todos. És uma inspiração e fiquei mais que feliz por sua vinda. A senhora me emociona sempre! Te amo. peço todos os dias pela sua saúde. Ainda tens muito o que contribuir para o bairro e para a nossa história.

Agradeço à Elisa Do Coco por também manter viva a tradição do Acorda Povo na comunidade de Condor e Cabo Gato dentro de Peixinhos. Pela primeira vez os dois Acorda Povo se encontraram na madrugada do dia 23/06. foi emocionante. Agradeço à todas divindades por termos conseguido registrar em fotografia este momento. Foi memorável!! Axé total. Kabiesilé!

Agradeço à Secretaria da Mulher e Direitos humanos de Olinda, especialmente à diretoria de Assuntos Religiosos nas pessoas de Donana Cavalcanti e Pai Cleyton de Oxum que disponibilizaram parte das flores para nos ajudar a fazer nosso andor.

Enfim, agradeço à toda comunidade de Peixinhos que como sempre comparece em massa (mais de 700 pessoas na rua) para celebrar coletivamente este momento tão esperado todo ano.

Desejo felicidades e sucesso para a Sra. Valúzia da Rua do Cajueiro que recebeu a bandeira neste ano e que será a partir de agora a guardiã por um ano do nosso sagrado comunitário.

O que mais acho belo nesta cultura que levamos à frente, é a alegria de mantermos viva uma procissão dançante que é tão antiga quanto o período colonial. A cada ano maior e mais bela. A cada momento se fortalecendo e afastando a possibilidade de sua extinção. Que se propague o Acorda Povo por todos os bairros. Vamos acordar para a necessidade de preservar nossos patrimônios históricos culturais materiais e imateriais!

Juntos podemos sempre mais! Ubuntu!

Salve São João!
Kabiesilé Obá Xangô!
Sobô Nirê Mafá Reis Malunguinho!
Axé e Salve a Jurema Sagrada!

#AcordaPovodePeixinhos
#AlexandreLOmiLOdò
#GCASC
#XangôeSãoJoão

Alexandre L'Omi L'Odò
Quilombo Cultural Malunguinho
Casa das Matas do Reis Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!