terça-feira, 31 de agosto de 2010

"Galo Preto, o Menestrel do Coco" na MIMO 2010

Filme/Documentário

"Galo Preto, O Menestrel do Coco" na MIMO 2010

Erudição do coco na Mostra Internacional de Música de Olinda


Nascido em 1935, em Santa Isabel no município de Bom Conselho de Papa Caças, agreste meridional de Pernambuco, hoje, região reconhecida como quilombo, cresceu o menino Galo Preto, que herdou de sua família toda tradição do coco sertanejo, brejeiro e da poesia de repente e embolada.

Típico cantador de coco, resguarda em si o traço genético da percussão e da criatividade virtuosa do repente, além da história dos cantadores tradicionais, seus ancestrais.


O filme/documentário, Galo Preto, o Menestrel do Coco, do cineasta Wilson Freire, conta a história do senhor Tomaz Aquino Leão, Mestre Galo Preto, que é o último representante vivo da tradição do coco do quilombo de Santa Isabel e da cultura/imaginário de sua família.


Em 47” minutos, o filme registra a trajetória de um dos maiores artistas da tradição do coco, embolada e repente do Brasil.


Com um roteiro surpreendente, que revela segredos guardados há décadas, e remonta uma linha do tempo do negro na mídia nacional, sobre tudo na resistência do coco, como elemento de auto-estima e referência da música pernambucana para a construção de novos rumos no mercado musical das décadas de 1960 a 1990, este registro nos traz informações valiosas de pesquisa e das relações artísticas culturais entre os pernambucanos.


Mestre Galo Preto no REC BEAT 2010. Foto de Maíra Gamarra.

O Mestre Galo Preto se propôs a realizar este filme para garantir a salva guarda de sua história e da tradição de seu coco, que como missão de vida, pretende deixar para os mais novos, para que nunca morra esta cultura que ele mesmo diz ser “negra/indígena e pernambucana de seus ancestrais”.


Registrar, em audiovisual, parte desta historia e oralidade, e, mostrar esta tradição, é contribuir para que essa memória se mantenha viva e dinâmica, que ela possa dar luz a novos pensamentos, que ela possa contribuir para a perpetuação do coco.


O Mestre Galo Preto nasceu em Pernambuco, pertence à cultura que ajuda a preservar e recriar, mas é, acima de tudo, um patrimônio de todos os brasileiros.


Visão do site da MIMO - www.mimo.art.br/cinema


Pesquisa, produção, pós-produção e Still: Alexandre L’Omi L’Odò

Produção: Fernando Lucas

Produção Executiva: Hamilton Costa Filho

Fotografia: Hamilton Costa Filho, Marcelo Pedroso, Mariano Pickman, Mariano Maestre, Daniel Aragão e Léo

Assistentes: Andrenalina, Rafael Cabral e Pá

Som Direto: Rafael Travassos, Philipe Cabeça e Nicolau

Edição e Montagem: Herivelton Santos

Finalização: Pingo

Realização: Bode Espiatório Filmes e Cabra Quente Filmes, Candeeiro Filmes, Quilombo Cultural Malunguinho.


*Um projeto aprovado no SIC (Sistema de Incentivo à Cultura) do Recife 2008.

Veja a Programação:


Filme/documentário

"Galo Preto, o Menestrel do Coco" na MIMO 2010

Dia 05/09

18h

Igreja do Seminário

Duração: 50 minutos (Média metragem).

Gratis!

81. 8887-1496



Visite:

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!