quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Mini-curso de Língua Yorùbá com o professor Gideon Babalolá Ìdòwú da Nigéria

CURSO DE LÍNGUA YORÙBÁ SERÁ MINISTRADO EM RECIFE

O Grupo Quilombo Cultural Malunguinho (QCM), a Associação Nacional de Teólogos e Teólogas da Religião de Matriz Africana e Indígena (ATRAI), bem como a EGBÉ ÒRUN ÀIYÉ (Associação Afro-Brasileira de Estudos Teológicos e Filosóficos das Culturas Negras) preocupados com a qualidade das atividades que se inscrevem no processo da educação das relações étnico-raciais no Brasil e particularmente na capital pernambucana e no Estado como um todo une suas forças para contrainformar o que denominam de banalização da epistemologia negro-africana, usando como anteparo para tais ações deletérias as Leis 10.639/2003 e a 11.645/2008.

A compreensão é a de que as ditas práticas “pedagógicas” de formação e capacitação não só têm contribuindo para engendrar o racismo e a intolerância religiosa que grassa no país como dificultado a implementação das diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afrobrasileira e africana

Diante do exposto o QCM, a ATRAI e a EGBÉ ÒRUN ÁIYÉ, oferecem a partir do dia 29 de novembro cursos de Língua Yorùbá, que serão ministrados por um africano de nacionalidade nigeriana de fala yorùbá, Gideon Babalolá Ìdòwù, formado em Língua e Literatura Ocidental (Western Language and Literature – Spanish) pela The University of the State of New York, Albany, NY.

O docente é autor de um dos primeiros livros publicados sobre o assunto no Brasil (1990), intitulado “Uma abordagem Moderna ao Yorúbá (Nagô), o qual está passando por uma profunda e cuidadosa revisão em vista da segunda edição da obra que sairá em breve. Quando da sua primeira estada no Brasil o escritor foi aluno do curso de Tradutor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS), nos termos do acordo Brasil/Nigéria.

Com vagas limitadas, as inscrições para o curso de Língua Yorùbá poderão ser feitas estritamente nos dias 24, 25 e 26 do mês em curso (novembro 2010), nos horários das 14h00 às 19h00, no Museu da Abolição situado na Rua Benfica, 1150 – Madalena.

O investimento é apenas de R$ 70,00 (setenta reais), devendo ser depositado em conta bancária, cujos dados serão fornecidos no ato da pré-inscrição que se converterá em inscrição confirmada efetivamente depois da comprovação do pagamento devido.

O curso de Língua Yorùbá está aberto a todos/as que desejarem conhecer e aprender o idioma no nível básico I nos moldes dos cursos de idiomas. Podem participar: adeptos da Religião de Matriz Africana e Afro-Indígena, professores/as das redes públicas e particulares de ensino, alunos/as e profissionais das Ciências Humanas, etc.

A continuidade seguindo a dinâmica modular do referido curso se dará mediante a oferta das seguintes etapas subseqüentes: Básico II, Intermediário I e II, Avançado I e II.

O curso também será oferecido em João Pessoa (PB) na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) através da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários (PRAC).

Breve histórico do professor:

Gideon Babalolá Ìdòwú nasceu em Yaba – Lagos, Nigéria em 1960. Completou seus estudos de Primário e Colégio em Lagos, em 1978. Trabalhou no “Ministry of Works, Survey Division” Lagos ate 1981. Enquanto trabalhava, fazia diversos cursos de teoria e rudimento da música e obteve o diploma de nível 4 da “The Associated Board of the Royal Schools of Music” de Londres. Em abril de 1981, veio ao Brasil com a intenção de estudar música, mas teve de mudar de idéia. Depois de fazer um curso de Língua Portuguesa para estrangeiros na Universidade de São Paulo, em 1982, mudou-se para Rio Grande do Sul como aluno-convênio, nos termos do acordo Brasil/Nigéria. Como estudante do Curso de Tradutor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ele tem revelado o desejo de tornar mais conhecida a cultura nigeriana, não somente no Rio Grande do Sul, como também no Brasil. Conseguiu aos poucos adaptar-se a realidade cultural brasileira. Foi coralista ate 1987, quando realizou, junto com o compositor Antônio Carlos Cunha, um trabalho sobre canções nigerianas. As mesmas foram interpretadas pelo Coral do Tribunal da Justiça do Estado do Rio Grande do Sul no transcurso do XXIV Festival Internacional de Coros. Além disto, vem proferindo palestras em seminários e colóquios dentro e fora do Estado, tendo, ainda, ministrado cursos de Introdução ao Yorùbá. Em 1988, durante uma programação do Centenário da Abolição da Escravatura, ministrou o Curso Básico de Língua e Cultura Yorùbá, numa promoção da Supervisão Técnica da Secretária da Educação e Comissão do Centenário da Abolição da Escravatura, do Conselho de Desenvolvimento Cultural do Rio Grande do Sul. Culminado seu processo de integração Nigéria/Brasil, Gideon Babalolá Ìdòwú escreveu “Uma Abordagem Moderna ao Yorùbá (Nagô)” em que questiona alguns conceitos correntes equivocados sobre a língua Yorùbá.

Deste modo, Gideon B. Ìdòwú encontra um meio eficaz de divulgação da língua e cultura nigeriana entre nós, e, sem dúvida, será de efetiva utilidade para os estudiosos da área e para toda a comunidade brasileira.

Depois de publicar e lançar seu primeiro livro, “Uma Abordagem Moderna ao Yorùbá (Nagô)”, em 1990, mudou-se para Estados Unidos.
Onde concluiu o curso de graduação em Western Language and Literature – Spanish (Língua e Literatura Ocidental – Espanhol) na The University of the State of New York, Albany, NY. Trabalhou com várias companhias como supervisor/gerente e como tradutor (linguista) com várias orgãos do governo e hoje, retorna ao Brasil com a intenção de dar continuidade ao seu projeto de divulgação da Língua e Cultura Yorùbá.

Serviço:

Mini-curso de Língua Yorùbá com professor Gideon Babalolá Ìdòwú

Local: MAB- Museu da Abolição

De 29/11 à 03 de dezembro

15 vagas, tunos tarde e noite

Investimento: R$; 70,00

Será entregue Certificado Oficial.

Para contatos e maiores informações:

Telefones: (081) 8649-8234 / 8609-3796 / 8887-1496 / 3228-3248 (MAB)

E-mail’s: quilombo.cultural.malunquinho@gmail.com;

www.qcmalunguinho.blogspot.com; http://atraibr.org/

Parcerias: Maracatu Nação Raízes do Pai Adão; Mestre Galo Preto; Tronco da Jurema; MAB- Museu da Abolição; UFPB - PRAC- Pró-reitoria de Assuntos Comunitários.

Alexandre L'Omi L'Odò

Quilombo Cultural Malunguinho

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!