quarta-feira, 18 de maio de 2011

Palestra/Seminário sobre Religiões de Matrizes Africanas e Indígenas na FAFIRE

Palestra/Seminário para alunos e alunas da FAFIRE.
  Palestra/Seminário sobre Religiões de Matrizes Africanas e Indígenas na FAFIRE.

Ha convite da aluna Kamilla da Costa, estudante de Psicologia do I período da FAFIRE - Faculdade Frassinetti do Recife, fui incitado a realizar mais um seminário sobre Religiões de Matrizes Africanas e Indígenas. Kamilla, iniciada na Jurema e Abian no culto nagô de Pernambuco, decidiu me convidar por me conhecer e acompanhar meu trabalho junto ao Quilombo Cultural Malunguinho na luta para a preservação, visibilidade, formação e respeito à essas religiões afro-inígenas. 

Kamilla da Costa, Bruna Ledo Tasso, Professor Luiz Moura e Alexandre L'Omi L'Odò
 
O professor da cadeira Cidadania e Fé, Luiz Moura, organizou a sala para receber o seminário. Com bastante entusiasmo, os alunos e alunas foram se acomodando e preparando naturalmente o ambiente para receber as informações que tanto não conheciam mas que desejavam entender para poder quebrar seus preconceitos. Foram duas turmas juntas no mesmo auditório (I e II), ambas do primeiro período. Haviam cerca de 80 alunos na sala, que garantiram a diversidade de crenças, religiões e religiosidades para compor as discussões.

Tiveram mais dois trabalhos que antecederam minha palestra, todos eles com temas das religiões de matrizes afro indígenas. Um deles, apresentou um vídeo muito bem feito sobre a Casa Xambá, terreiro e quilombo urbano do bairro de São Benedito em Olinda. O vídeo foi muito aplaudido, pela qualidade e contexto.

Toda palestra se deu de forma intensa e interrompida apenas por alguns alunos que tinham curiosidades em algumas questões, como por exemplo nas nomenclaturas dos rituais e objetos dos cultos, que na maioria são em línguas africanas.

Levei uma camisa para sortear com a turma, e os alunos decidiram presentear o Pastor Demétrius. 

O pastor Batista Demétrius e Alexandre L'Omi L'Odò no momento da entrega da camisa de brinde aos participantes do seminrio. Camisa símbolo Sankofa (Nkonsonkonso) - por "Direitos Nergos Negras"

O Pastor da Igreja Batista Demétrius, também estudante de psicologia, solicitou esclarecimentos acerca da escatologia das religiões de matrizes africanas e indígenas, sobre tudo em relação ao destino da alma, quando o indivíduo morre. Também perguntou sobre o conceito de pecado e condenação nestas religiões. A explicação circulou entorno da explicação que o entendimento teológico das religiões de matrizes africanas e indígenas não é como o entendimento de mundo dos judaico-cristãos, portanto apontei as diferenças.  Ele ainda colocou não ter "nenhum preconceito com estas religiões" e que nos estudos de teologia de sua Igreja, sempre convidam "pessoas de outras religiões pra discutirem nos seminários internos".

Por fim, finalizei minha fala com a frase: "Se wo were fi na wo Sankofa a yenkyi" - Nunca é tarde para voltar e apanhar o ficou para trás. 
Símbolo da sabedoria de aprender com o passado para construir o futuro.  Sankofa.

Vejam algumas fotos:
 
Alunos e Alunas da FAFIRE.

Alexandre L'Omi L'Odò recitando parte do poema de Castro Alves - Navio Negreiro

Alexandre L'Omi L'Odò explicando a "diáspora" africana.

Palestrando...

Alexandre L'Omi L'Odò explicando as teologias de matrizes africanas e indígenas.

Alexandre L'Omi L'Odò explicando as teologias de matrizes africanas e indígenas.


 Alexandre L'Omi L'Odò explicando as teologias de matrizes africanas e indígenas

Alexandre L'Omi L'Odò
Quilombo Cultural Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!