sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O homem mais elegante do mundo mora em Paulista - Revista Aurora.

 Coquista Soul Man
O homem mais elegante do mundo mora em Paulista
Revista Aurora

Mestre Galo Preto topa misturar seu guarda-roupa aos lançamentos da temporada para deixar o alto-verão 2012 bem elegante

 Concepção, produção e texto: Phelipe Rodriges
Fotos: Bernardo Dantas
  
Mestre Galo Preto é irmão gêmeo, em postura, da eleita a mais elegante do país, a empresária italiana Costanza Pascolato. Enquanto fala da origem muito humilde em Bom Conselho de Papa Caças (hoje reconhecido como quilombo de Rainha Izabel), fico imaginando o casamento dos dois. Ele nasceu em 1935. Ela é de 39. São contidos nos gestos, falam baixinho, olham no olho. Desisto porque seria incesto. Volto à nossa conversa. “Comecei a usar linho e chapéu panamá em 1951, quando virei garoto-propaganda das Casas Paulista (o braço nordestino da rede Casas Pernambucanas)”. O figurino foi idéia de Milton Lundgren, diretor administrativo da empresa. 
 
 
 Na frente das lojas, o garboso Tomaz Aquino Leão, Mestre Galo, bastava sorrir e uma multidão de clientes invadiam a loja. Além de tudo, ainda cantava coco e era um diabo com emboladas. Desde sempre, olhava um cena e transformava em versos.  “Tinha oito anos quando vi minha mãe, Celestina, matando galinha. Perguntei o nome de cada parte da ave”. No final, tinha uma aula de anatomia musicada. Recorda até hoje da letra. Os irmãos mais velhos, Curió e Preto Limão, já eram cantadores de rua. Tomaz foi tentar a mesma sorte no Hotel Tavares Correia, em Garanhuns. Virou sucesso. Depois veio o Recife.

Aqui, a família achou que era tempo dele arrumar emprego de gente. Foi vender batatas na pracinha do Hipódromo. “Batata inglesa. Quer hoje, freguesa? Não dá pra pobreza. É só da riqueza”. Passou na porta de Ascenso Ferreira. “Chega aqui, neginho. Quem fez o refrão? Você é artista, vai cantar na rádio”, decretou o poeta. PRA8, a Rádio Clube, para estrear. Virou Galo Preto. De garoto-propaganda aos palcos de Chacrinha, Som Brasil, Flávio Cavalcanti. Um figurino mais absurdo que o outro.sempre a elegância suprema.

 
 Para capturar um pouco da essência de Mestre Galo Preto, Bernardo Dantas investiga os retratos de Samuel Beckett e Buster Keaton assinados por Richard Avedon. Todo o foco aos acessórios, ao guarda-roupa e, sobretudo, à expressão. “Gosto de ouro. Já usei até alguns dentes”. Por isso, tantas pulseiras, anéis e colares. O linho surge em versões renovadas com brilho, por exemplo. Muito arrojado, topou trocar a camisa de botão por regatas coloridas. A escolha pelos óculos escuros? Mestre Galo vira um coquista + soul man. E sua coleção impressionante de chapéus é uma pista para encontrar o homem mais elegante do mundo: Maranguape I, Palista.



 Visitem a matéria e a revista nesse link: http://www.diariodepernambuco.com.br/revistas/aurora/20111120/


_______________________________
Publico aqui, matéria da Revista Aurora, do dia 20 de novembro de 2011, dia nacional da Consciência Negra. Na matéria, você poderá conhecer um pouco da história do Mestre Galo Preto e também conferir sua elegância nata. Achei a idéia do jornalista Phelipe Rodrigues muito interessante, em focar no artista da cultura de raiz, o valorizando e percebendo seu aspécto de moda. A cultura "popular" tem que ocupar sim esses espaços. A mídia tem que ter mais a cara do Brasil, assim, poderemos ver as cores lindas que compõem nossa verdadeira cultura.

Salve Zumbi e salve Malunguinho! Salve o dia da Consciência Negra na presença preta cor da noite do Mestre Galo Preto. Obrigado Mestre!


Alexandre L'Omi L'Odò
Prodção do Mestre Galo
Quilombo Cultural Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!