segunda-feira, 26 de abril de 2010

Livro É do coco, é do Coqueiro

Foto da capa do Livro É do Coco, é do Coqueiro.

É DO COCO, É DO COQUEIRO

Fotógrafos Fred Jordão e Roberta Guimarães lançam livro que revela a variedade do uso do coco e do coqueiro na cultura pernambucana

Com o intuito de abordar a forte presença cultural, em Pernambuco, do elemento natural Cocos nucifera L, popularmente conhecido como coqueiro, os fotógrafos Fred Jordão e Roberta Guimarães lançam o livro de imagens “É do coco, É do coqueiro”, realizado com o patrocínio do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura. O lançamento acontece no dia 28 de abril, na Torre Malakoff, a partir das 19h.

À exceção do prefácio, assinado pela presidente da Fundarpe, Luciana Azevedo, os textos que compõem a obra são do antropólogo e museólogo Raul Lody, curador da Fundação Gilberto Freyre. O especialista discorre sobre a presença do coqueiro, desde sua chegada com os portugueses até a incorporação, pela cultura local, de todos os materiais provenientes tanto da palmeira quanto de seu fruto. O resultado dessa inclusão é a criação de vários subprodutos, tais como o doce de coco, a cocada, a construção de casas com telhado de palha de coqueiro, a elaboração de objetos de arte e artesanato a partir da madeira e da palha, entre outros.

A coordenação editorial do livro “É do coco, É do coqueiro” ficou por conta da Relicário Produções, de Carla Valença, que tem produzido obras de significativa importância para a cultura pernambucana, a exemplo dos livros “Outros Carnavais”, da ilustradora e designer Joana Lira e “José Cláudio – Vida e Obra”, do pintor José Cláudio.

Durante o coquetel de lançamento de “É do coco, É do coqueiro”, haverá projeção das imagens que compuseram a pesquisa e apresentações do cantador, repentista, músico e compositor, Mestre Galo Preto e do poeta popular e repentista, Adiel Luna.

CULTURA ANTROPOFÁGICA - Apesar de não ser original do litoral brasileiro, – o coco é proveniente da Ásia – o fruto adaptou-se tão bem à paisagem e ao cotidiano do Nordeste que já foi incorporado ao imaginário do nativo como um elemento da terra. Buscando registrar a diversidade de usos do coco e do coqueiro em nossa vida, Fred Jordão e Roberta Guimarães, realizaram uma pesquisa imagética que aborda a utilização dos mesmos na gastronomia, na arquitetura, no artesanato, nas artes plásticas, na música e na dança, além da sua forte presença na paisagem do litoral.

O trabalho propõe a criação de uma estética tropical elaborada a partir presença desse elemento da natureza, que se tornou símbolo capaz de costurar uma identidade da cultura pernambucana do litoral. O projeto gráfico foi desenvolvido pelos sócios proprietários da Zoludesign, Aurélio Velho e Luciana Calheiros. O livro teve uma tiragem de 1.500 mil exemplares e será vendido, na noite de lançamento, pelo valor de R$ 50,00. Posteriormente, a obra poderá ser adquirida nas principais livrarias da cidade pela quantia de R$70,00.

SOBRE OS AUTORES

FRED JORDÃO (45), fotógrafo profissional, jornalista.Pós-graduado em Economia da Cultura. Desenvolve pesquisa na área de conservação de arquivos iconográficos e projetos de editoração de livros fotográficos. Atua há 25 anos como fotógrafo e possui vasto banco de imagens da região Nordeste do Brasil.

Roberta Guimarãe fotografando o Mestre Galo Preto. Foto: Alexandre L'Omi L'Odò.

ROBERTA GUIMARÃES (46), jornalista, fotógrafa profissional. Cursou o Instituto Superiore di Fotografia (Roma). Especializou-se em Estudos Cinematográficos (Unicamp). Recebeu a medalha de prata no Interpress Photo (2001), na categoria “man and life”. Possui vários livros publicados.

RAUL LODY (58), antropólogo e museólogo. Curador da Fundação Gilberto Freyre (Recife); Curador da Fundação Pierre Verger (Salvador); Curador do Instituto de Arte e Cultura do Ceará – Dragão do Mar (Fortaleza); Curador do Instituto Carybé (Salvador). Membro da Academia Brasileira de Belas Artes. Sócio do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano. Autor de vasta produção na área de cultura brasileira.


CONTATOS

Fred Jordão – (81) 9132-7788

Roberta Guimarães – (81) 9132-7758

Carla Valença (Coordenadora Editorial) - (81) 3226-2366/ (81) 9232-5850

Edgard Homem (Assessoria de Imprensa) - (81) 9904-0659

Xavana Celesnah (Assessoria de Imprensa) - (81) 8718-3314

SERVIÇO

Lançamento do Livro “É do coco, é do coqueiro”

Onde: Torre Malakoff

Quando: 28 de abril, quarta-feira

Hora: 19h

Show: Mestre Galo Preto


Mestre Galo Preto. Foto de Alexandre L'Omi L'Odò.

Um show de coco para quem quer saber sobre o que é coco de verdade!
O Mestre Galo Preto promete levar o melhor do coco de repente, da embolada e do samba do mato para este lançamento ao qual foi convidado especial.

Alexandre L'Omi L'Odò
Produção do Mestre Galo Preto.
81 8887.1496
alexandrelomilodo@gmail.com

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!