sexta-feira, 1 de abril de 2011

Aula de História da África no Colégio Desafio do Recife


Aula de História da África no Colégio Desafio do Recife

Tema: A Formação da Identidade Cultural Africana Sob a Influência do Século XIX. 


A aula no Ciolégio Desafio, no dia 22 de fevereiro de 2011, no período de 08 às 12h,  inaugurando o novo espaço de eventos da escola, o auditório, foi uma grande oportunidade de trocar saberes com os alunos e alunas, que na sua maioria tiveram uma participação muito interessante, dialogando e tirando dúvidas sobre seus preconceitos sobre a África e as culturas que aqui no Brasil, ganharam forma e cor, através das matrizes afro, vindas para cá, através do inescrupuloso tráfico negreiro. Inaugurar um espaço discutindo algo tão inprescindível na formação da nossa identidade brasileira, foi uma grande sacada do professor Hugo Angeiras, que leciona historia nessa escola e me convidou para com ele realizar este momento. Ele, ao compreender a importância do tema, e a contemporaneidade e necessidade prática de se estudar a África, deu aos seus alunos uma ótima e qualificada lição de como se faz história ensinando.

Os temas foram introduzindo e desmistificando este imenso continente desconhecido ainda da maioria. Com imagens que dissoviam a visão de miséria absoluta generalizada dos países africanos, foi se introduzindo e se revelando nosso conceito e visão sobre o que é a África, pois para muitos, este continente é um país, um agrupado de identidades em um local só, sem divisão política nem geográfica.

Os alunos e alunas, a exemplo da Maria Vitória, menina negra, muito simpática e bonita, que falou até que seu pai me conhecia dos moviemntos negros e sociais e, que ela mesma se mostrou conhecedora do personagem e líder negro Malunguinho, pois seu pai falou pra ela dessa história, foi uma das que mais participou e questionou criativamente a nós, contribuindo com sua identidade fortalecida e reconhecida como menina negra estudante. Outras meninas como a Gleyce Mayara, Dhyêdra, e os alunos Igor Braz e Alysson Grace, dentre outros que não lembro o nome, participaram com muito vigor da aula/palestra.  Fiquei muito gratificado em ter sido convidado pra trabalhar este tema tão importante com  estas turmas do Fundamental II (6° ao 9° ano). 

A África como você nunca viu, Cidades desenvolvidas, paisagens bonitas, história e discussão do conceito de miséria e doença, os planos dos brancos, o racismo, a intolerância, o preconceito, foram em suma os temas abordados e discutidos. Religiões de matrizes africanas também, pois mostrei parte de material que construi sobre este tema, que mostra o culto à Babá Egún, e perguntei se alguém alí sabia do que se tratava, as respostas foram inumeras, inclusive que àquilo era "macumba", que àquilo era na "África" etc. Contudo, discutimos e trocamos saberes, e isso foi o preciosidade deste dia.

Um dos diretores do Colégio, se fez presente na aula, e conscientizado e convencido da importância deste tema ser debatido, discutido e mais aprofundado com os alunos e alunas, falou que no mês de Setembro, na Semana Estadual da Vivência e Prática da Cultura Afro Pernambucana, Lei Malunguinho n° 13.298/07, lei criada pelo Quilombo Cultural Malunguinho, aprovada na Assembléia Legislativa do Estado, vai implementar com palestras, cursos e atividades culturais esta Semana, que é de 12 a 18 de Setembro, de todo ano, celebrando o personagem negro e líder quilombola revolucionário pernambucano Malunguinho.


Deixo aqui os contatos do Colégio, para futuras articulações:


Hugo Angeiras - Professor de História
Colégio e Curso Desafio - Fundado em 2009
Rua Professor Mussa Hanzi, n°...ver, 
Fones: 3274-5010 e 3453-0824

Vejam as fotos:

Hugo Angeiras e Alexandre L'Omi L'Odò na palestra.

Alexandre L'Omi L'Odò, discutindo o tema.

Alunos e Alunas da Escola Desafio.


Tráfico Negreiro sendo abordado por Alexandre L'Omi L'Odò

Uma foto viajada... rsrs





Alexandre L'Omi L'Odò
Educador
alexandrelomilodo@gmail.com

Nenhum comentário:

Vídeos Negros nossos!!

Loading...

Quilombo Cultural Malunguinho

Quilombo Cultural Malunguinho
Entidade cultural da resistência negra pernambucana, luta e educação através da religião negra e indígena e da cultura afro-brasileira!